Outubro 2012 - Che Guavira - sítio literário

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Cuentos de Álbum salón - volumen 4
Cuentos del número 28 al 36
Cuarto volumen de la colecta de los cuentos de la revista española Álbum salón:
Número 28, de 16.10.1898, hasta número 36, de 16.02.1899
Contos do número 28 ao 36
Quarto volume da coletânea dos contos da revista espanhola Álbum salón:
Número 28, de 16.10.1898, até número 36, de 16.02.1899

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Escaneagem desconhecida. Colaboração de Joanco
Enviado por não mais estar disponível no sítio original
em inglês - in english

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Mexendo em meus alfarrábios, localizei  este gibi que baixei em 2003. Depois sumiu, desapareceu, escafedeu.
Vale como curiosidade,  pois apresenta uma das primeiras aventuras do Joe Carioca no Carnaval, cassino da Urca (não é de meu tempo) [nem do meu]. Tem até umas palavras em português errado: marvilhozo
******************
Em minha opinião o símbolo da próxima copa devia ser o papagaio ou arara-azul e não o tatu-bola.
**************************************
Escaneagem desconhecida
abraços
Joanco
Mais uma curta aventura do Joe Carioca:
Los tres caballeros
Escaneador desconhecido
Colaboração de Joanco
Desapareceu da internete faz anos
Escaneagem desconhecida. Colaboração de Joanco
Enviados por não mais estarem disponíveis no sítio original
em inglês - in english
Há pouco tive exatamente o problema relatado a seguir (o que mostra que é um problema antigo):
fctenorio, em 17.09.07, disse:
Estou com problema de acentuação no Ultimate, com teclado Dell USB. Inclusive já mudei de teclado e o problema continua, tanto no Word, Openoffice, Firefox, IE, etc.
No exemplo abaixo a vogal minúscula com acento, seguida de sua respectiva maiúscula [marcado em vermelho as truncadas]:
áA, àÀ, ãA, éE, èÈ, êÊ, íI, ìÌ, óO, òÒ, õO, ôÔ, úU
O acento agudo não aparece em maiúscula e nem o til, já a crase e o circunflexo aparecem em todas.
Alguma dica?
Isso não é desconfiguração do teclado, pois não existe configuração com essas características. É algum programa mal-feito truncando alguns caracteres.
Eu acabara de instalar o eType e vi que era o responsável por incomodar na tela de diálogo do Gugol. Aparecia uma barra com sugestão de auto-completar palavra. A barra cobria o texto, um saco.
Desinstalei o eType e imediatamente, mesmo sem reiniciar, o problema sumiu.
Incrível como a informática anda tão relaxada. Muitos programas mal-feitos, apressados, irresponsáveis.

sábado, 20 de outubro de 2012

Faltando as páginas 17, 18, 35 e 36
Estranhamente nenhuma estória ficou incompleta
(Exceto o conto em texto)
Rasgado na borda superior direita das páginas 25 e 27 e superior esquerda das 26 e 28 parcialmente restaurado. Texto restaurado.
O herói mascarado derrubando o touro num abraço. Gibi tem desses absurdos, como Tarzã matando leão a faca e surrando gorila a soco e Jim da Selva enfrentando tigre a faca. Cada roteirista de lascar.

Mais uma história do título YOUNG ALLIES, dessa vez a edição 11 de 1944.

Legal ver BUCKY e CENTELHA com outros garotos na aventura.

Numa cena dentro de um bombardeiro, BUCKY usa uma metralhadora e mata vários agentes inimigos (só um deles escapa mas tem um fim pior depois).

Curiosidade:
Mais traduções de nomes na trama: Sardento (Knucles) e o jovem de óculos Marcos (Jeff Vandergill).

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Relatório 8
do emissário extraordinário XYZ ao planeta 3
Em missão urgente buscando inteligência
a dom Piqwỹ Lagarrr Urraur nã-Ữluarurr
governador-geral do sistema Altair
É bizarro o sentimento dos nativos do planeta 3 com relação às outras espécies. Em vez de valorizar e louvar as que lhe são úteis as relegam ao desprezo e vitupério. Enquanto dignificam as perigosas e desconhecidas.
Assim acham glamuroso o leão, o nomeiam rei dos animais, o ostentam em emblemas, brasões, estátuas e o associam a tudo o que é grandioso, temível e formidável. Tudo por causa da ferocidade, porte altaneiro, voracidade, rugido assustador e exuberante juba. No entanto o bicho não passa dum gigolô. Sendo muito pesado, quem caça na savana é a leoa mas é o leão quem come primeiro, além de ser um perigo aos filhotes.
O cachorro é dito o melhor amigo e o mais útil, mas quando querem xingar alguém muito desprezível o chamam de cachorro.
O porco é o mais inteligente dos quadrúpedes (mas mesmo assim preferem adestrar cães e gatos só porque são mais bonitos) e o que tem maior semelhança orgânica e por isso os testes biológicos são feitos nele, inclusive a produção de insulina, e é o único que também sofre de insolação, e é por isso que a carne do porco não deve ser consumida mal-passada nem crua: Por causa da afinidade biológica muito estreita a cisticercose do porco é a mesma. Acontece que todo animal grande e ou gordo, como elefante e hipopótamo, sofre pouca perda de calor e se vive em região quente tem de entrar na água pra baixar a temperatura. E como tem a pele glabra precisa rolar no lodo pra se livrar dos parasitas. Acontece que os nativos do planeta 3 o criam em espaços exíguos, portanto anti-higiênicos. Como os criadores são babacas e avarentos, os pobres bichos são forçados a rolar na sujeira, mesmo lodo misturado a excremento. Assim o pobre bicho foi injustamente difamado, virando símbolo de tudo o que é anti-higiênico. Assim quando querem xingar alguém por ser anti-higiênico o chamam de porco. Ninguém se lembra de que o bicho se suja forçado por seu criador, que é o verdadeiro porcalhão na história.
Só porque o porco é gordo já o associam à glutonaria. Assim quando alguém é glutão dizem que come como um porco. E quando alguém come pouquíssimo dizem que come como um passarinho. Na verdade as aves são animais que comem exageradamente com relação ao tamanho do corpo. Quanto menor o animal, mais freqüentemente precisa comer porque corpo pequeno perde calor rapidamente. Assim deveriam dizer que o glutão come como uma galinha ou como um passarinho. Mas não! Outra vez implicam com o pobre porco. O que mostra o quão pervertidos são os valores dos nativos do planeta 3.
Quando uma fêmea dos nativos do planeta 3 é muito promíscua sexualmente, a chamam de galinha. Outra injustiça porque são agarradas a força pelo galo, que é outro figurante nos brasões e evocado como símbolo de valentia e dignidade, quando não passa dum estuprador, dum machista dos mais chovinistas. Enquanto a galinha, que põe muitos ovos e cria os filhotes sozinha, é difamada dessa forma tão pejorativa.
Quando querem se referir à estupidez o bicho é o burro. Na verdade o burro é mais inteligente que o cavalo, mas como o cavalo é belo e elegante quem virou emblema de estupidez foi o burro. Também gostam de xingar de anta pra se referir à estupidez, mas a anta está longe da obtusidade dos eqüinos, bovinos, galináceos, ovinos, etc., tendo inteligência comparável à do elefante. O que mostra que a sabedoria popular não tem muito de sábio.
Por ser gordo se é chamado de baleia, hipopótamo, elefante... Tudo o que é grande entra na berlinda.
No pejorativo de cunho sexual muitas são as vítimas zoológicas e botânicas. A já citadas galinha, a piranha, a vaca, a cadela... Na verdade são os nativos do planeta 3 os mais bizarros nesse sentido, pois uma grande porcentagem deles, por ausência de seleção natural e poluição magnética, tem a bizarra inclinação a improvisar o órgão dos dejetos como órgão sexual, se deleitando assim na mais imunda das secreções. E mesmo assim têm a cara-de-pau de chamar de veado os dados a essa prática monstruosa. Quando na verdade são os bichos que deveriam se ofender ao ser chamados de humano.
A mosca é um dos animais mais incômodos, insistentes. Mas nunca ocorreu chamar de mosca um chato, esse sim, um parasita que faz jus ao título.
Os ratos são milenarmente odiados pela esperteza e imundície. Idem o gato, por eliminar os ratos. Mas estranhamente, desde que os nativos do planeta 3 inventaram história em quadrinho e desenho animado, o rato é apresentado como mocinho e o gato como vilão. Nesses meios os pequenos, mesmo que sejam uma praga, são os mocinhos. Isso porque os nativos do planeta 3 cultivam o estereótipo de sempre torcer pelo pequenino, o que parece mais frágil. Mais um exemplo da onipresente perversão que é a inversão de valor dos nativos do planeta 3.
No romance satírico de Gargântua esse herói eliminou o rebanho do inimigo, num navio, atirando uma ao mar, de modo que as outras a seguiram. Mesmo assim muitos adeptos de religiões proselitistas gostam de ser chamados de ovelha, um dos bichos mais estúpidos, mansos e indefesos.
Também os vegetais sofrem essa difamação. O abacaxi é unanimemente aclamado o rei das frutas, que já vem coroado pela natureza. Mas só porque é difícil de descascar, a toda situação incômoda, trabalhosa, delicada ou difícil chamam abacaxi. E também a alguém ou coisa considerado inútil, incômodo ou trabalhoso. Chegam até a dar essa fruta como troféu a canastrões (cantores ou atores).
O pepino também é usado nesse sentido, só porque é de difícil digestão. Mas a melancia, sua parente, com as mesmas propriedades, não.
O arroz, coitado, só por estar presente em todo almoço, é associado a quem não perde festa. Assim chamam arroz-de-festa a quem está presente em todas.
Quando alguém é fraco de ânimo, pouco enérgico, é chamado de banana. Também chamam um país pequeno e instável de republiqueta das bananas porque a economia dos países latino-americanos se baseava na produção de banana. Uma injustiça com essa fruta, que é uma das melhores.
O marmelo transformado em doce é mais uma vítima. Só porque avarentos promoviam competição e o vencedor ganhava uma mísera lata de marmelada, tudo o que envolve trapaça é chamado marmelada. Como os nativos do planeta 3 são pródigos em difamar os outros seres vivos.
Chamam de chuchu a uma namorada, por exemplo. Mas chuchu é um dos frutos mais insossos e feios, até quase de casca espinhosa. Um pouco mais apropriadamente dizem que tal fêmea é uma uva, mesmo um tanto ácida.
Mas como eles mesmos dizem, macaco não olha o próprio rabo. Assim se julgam a maravilha da criação, o supra-sumo da inteligência, a quintessência da sabedoria, o ápice da evolução.
Longe de esgotar os exemplos, encerro o tema e continuo na ingrata e inglória missão de procurar inteligência no planeta 3.

domingo, 14 de outubro de 2012

O moderníssimo carro computadorizado
O sujeito ligou o carro computadorizado 6:30h da manhã, pra ir ao trabalho.
— Espero que não fique rodando ampulheta bem no cruzamento amarelo. Na última vez levei uma buzinada.
Por alguma falha teve de reiniciar porque o sistema está muito lento.
Então entrou uma atualização do mapa urbano e novos itens de atualização do modelo de carro e teve de ver as barras progressivas exibindo a porcentagem de instalação e responder pergunta marcando e desmarcando item.
()Instalar gerenciador de travas e alarmes ()Deixar o motorista automático Microsoft Plus como padrão...
Ao desligar o ar condicionado, já sentindo frio, a mensagem:
Tens certeza de que desejas mesmo desligar o ar condicionado? ()Sim ()Cancelar
Em seguida o sistema começou a analisar a gasolina e travou. Teve de rodar um escandisque.
Se conformou em chegar atrasado mas o provedor saiu do ar.
— Terei de ir dirigindo. Não posso contar com o GPS e piloto automático.
Saiu mas o último programa instalado inseriu uma série de propagandas, que distraíram o motorista, que quase bateu o carro.
Ao parar pra dar carona a um amigo apareceu a mensagem: Dar carona pode expor o motorista a riscos. Desejas mesmo dar carona? ()Sim ()Cancelar
Fechou o msn e o gugol porque não pode dirigir conversando na rede. Mas de repente ficou lento, rodando a ampulheta. Um guarda viu o msn aberto e multou o carro.
Levou mais uma multa porque exatamente nesse momento a buzina tocou. Buzinara bem antes mas como o sistema está lento só então soou.
Na esquina seguinte o carro se chocou contra uma parede. Apareceu a mensagem: Freio e direção não respondendo.
 ● Como os amigos do namorado de Katherine Hepburn cantavam feliz aniversário?
Hepburn to you!
● Fui pagar o licenciamento do carro, vencido desde 2008. Como me sinto? Como naqueles filmes onde um quadrilheiro oferece proteção a um comerciante. Se não pagar quebram tudo.
● Mais uma vez tive de votar nessa data aguada, incolor, inodora e insípida que se chama eleição. E mais uma vez terei de ir porque terá segundo turno, pois neste país de índole profundamente escravista (foi o último a abolir a escravatura) o voto é obrigatório! E o mesário escravo! Onde tudo o que não é proibido é obrigatório. Que estupidez se gastar uma fortuna pra realizar isso que não passa duma fantasia maçônica. Estado de direito, sim, é nosso bem mais precioso. Mas democracia pura fantasia.
Escaneagem desconhecida. Colaboração de Joanco
Enviado por não mais estar disponível no sítio original
em inglês - in english

Oi, Mário
Como és também um pesquisador, tenho um pedido.
Este prato-de-parede ganhei de meu avô que esteve na primeira guerra mundial.
Disse que após a guerra foram vendidos pra ajudar as viúvas de soldados mortos que não foram encontrados.
Já procurei e nada achei a respeito. Tens como me ajudar?
Quem puder ajudar nossa amiga, dona Brita, fico grato
Em alemão: Wandplate
Em inglês: Wall plate, wallplate

sábado, 13 de outubro de 2012

Escaneagem desconhecida. Colaboração de Joanco
Enviado por não mais estar disponível no sítio original
em inglês - in english
Essas  de matar leão, tigre, só empunhando uma faca, é de lascar.

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Escaneagem desconhecida. Colaboração de Joanco
Enviado por não mais estar disponível no sítio original
em inglês - in english
Este foi um gibi clássico do final dos anos 1950. Cheguei até ler em edição da Ebal. Faz alguns anos achei esta edição em inglês. Logo em seguida, não sei se por imposição da DC, desapareceu da internete, nunca voltou e creio que nunca voltará. Esta historia, com o vilão cristalizado, permaneceu desde então na minha lembrança.
Joanco
Escaneagem desconhecida. Colaboração de Joanco
Enviado por não mais estar disponível no sítio original
em inglês - in english
Mais um gibi que ficou na minha lembrança, desde a mocidade. Conta a historia da sociedade dragão. Todos com máscara de dragão. Ninguém conhece alguém. Assim, se um for preso, não pode delatar qualquer membro da sociedade. Somente o chefe da sociedade dragão conhece a identidade de todos os membros. Historia bem bolada. Somente um gênio como Bob Kane poderia conceber.
Joanco


quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Arte de quinta
rir é o melhor remédio
Avenida Costa-e-Silva
dia 17 de outubro, 20h
teatro Aracy Balabanian
rua 26 de Agosto 453
Campo Grande - MS
Brasil

terça-feira, 2 de outubro de 2012

@templatesyard